13 de novembro de 2013

Parabenos, mocinhos ou vilões?

Oii gente!! Como vocês estão? Espero que estejam bem!

Hoje vim com um post super legal e bem informativo pra vocês! Baixou a Bióloga aqui #HAHA

          Então, aposto que vocês mais antenadas com assuntos relacionados ao mundo dos cosméticos, já devem ter se deparado com a palavra chave do post de hoje PARABENOS.




         Os parabenos, fazem parte de uma classe de produtos químicos, que por seu baixo custo são utilizados como conservantes de produtos cosméticos (maquiagens, shampoos, condicionadores, loções infantis, loções hidratantes, esmaltes, óleos, perfumes entre outros), medicamentos e até mesmo alimentos naturais (morango, amoras, damasco e cenoura). São divididos em metilparabeno, propilparabeno e o butilparabeno, que além de diferirem por sua forma química, diferem pela forma que serão utilizados, seja em solução aquosa, oleosa ou fluída.

          Mas afinal, por que são considerados um risco para nossa saúde? Tudo começou, em 1998 quando uma pesquisa londrina, afirmou que essas substâncias poderiam ser tóxicas para células humanas, e pior, afirmaram ter encontrado altas concentrações de parabenos em tecidos retirados de tutores mamários em mulheres que utilizavam cosméticos a base destes componentes, que possuem estrutura química similar a do hormônio estrogênio, que quando em grande quantidade no organismo pode causar problemas ainda que em baixa escala, como câncer de útero, de mama, ansiedade, depressão, baixa libido entre outros, e em gestantes pode apresentar efeito teratógeno (causando má formação do bebê).




         Foi então que começou toda uma polêmica, a respeito dessas substâncias, e diversos estudos foram desenvolvidos para tentar descobrir a relação desse componente com o câncer de mama, alergias cutâneas e envelhecimento precoce, no entanto nenhum resultado se mostrou tão efetivo, a ponto de levar as indústrias cosméticas a proibirem seu uso. Mesmo assim, alguns países como a Dinamarca, já baniram o uso de derivados de parabenos em produtos de uso infantil. Isso não aconteceu no Brasil, MAS... influenciou empresas a desenvolver produtos totalmente livres destes conservantes. Estes produtos naturais são uma ótima alternativa para quem se preocupa com sua saúde e de sua família, o único problema é que estes produtos, não são tão fáceis de encontrar, e costumam ter um preço mais elevado.

Gente, realmente espero que tenham gostado do post de hoje! 
Não se esqueçam de comentar!

A gente se encontra no próximo post.

Beijos

Patrícia Gomes

Nenhum comentário:

Postar um comentário